O Exchange 2019 Server finalmente está disponível para o público, embora esteja em uma visualização pública, mas possui todos os principais recursos. Para o profissional de TI que apenas deseja testá-lo, basta efetuar o download aqui.

Esta versão do produto Exchange 2019 está agora ainda mais segura. Agora você pode instalar o Exchange 2019 Server na versão do Windows Server Core. De acordo com a Microsoft, essa é a implantação mais segura do Exchange Server, mas isso não significa que a versão GUI seja menos segura.

O requisito existente para a implantação do Exchange 2016 é 24 Core (12 min) e máximo de 192 GB de RAM. Agora, com o Exchange 2019, isso não é mais um problema. O Exchange 2019 suporta 48 Core e 256 GB de RAM. (ainda esperando por detalhes precisos de dimensionamento por parte da equipe do Exchange). Não temos a certeza se seria importante ter 4 × 12 Core ou 2 × 24 core.

Outra mudança significativa na arquitetura é a maneira como gerencia o armazenamento em disco. Agora, o servidor do Exchange 2019 tem o recurso interno para oferecer suporte à arquitetura de armazenamento de várias camadas. O Exchange 2019 aproveita o SSD para armazenar dados de pesquisa de chave (key search).

O failover de banco de dados não é novidade no Exchange. Quando um banco de dados falha e uma nova cópia é ativada, a pesquisa precisa ser iniciada a partir do início, o que demanda tempo e impacto no experimento do usuário final e sobrecarga adicional para o administrador do Exchange. Agora, com a nova arquitetura no Exchange 2019, esses índices de pesquisa agora estão dentro dos bancos de dados e no envio normal de logs inclui o banco de dados e os dados de pesquisa em uma única replicação e o índice está sempre atualizado em todas as cópias do banco de dados.

Nas próxima semana traremos mais novidades do Exchange 2019.

Até a próxima;

Marco Antonio (Mada)